Descubra o que é sequência de Fibonacci e surpreenda-se!
Pular para o conteúdo

A magia da sequência de Fibonacci: presente na natureza, na arte e na matemática

Ela é um lembrete da misteriosa conexão entre a matemática e o mundo natural.

Anúncios

sequência de Fibonacci
Fonte: Freepik

A descoberta da sequência de Fibonacci é considerada uma das mais fascinantes e duradouras na área da matemática. Esta sequência pode ser observada em uma variedade de padrões naturais, desde a disposição das folhas em um caule até a formação espiral de conchas.

Embora essa sequência pareça singela à primeira vista, suas propriedades intrínsecas têm cativado matemáticos, cientistas e entusiastas ao longo dos séculos. Ficou interessado? Então, fique até o final e encante-se com a sequência de Fibonacci.

Anúncios

Como surgiu a sequência de Fibonacci?

No ano de 1202, o matemático italiano Leonardo Fibonacci, cujo nome completo é Leonardo de Pisa, apresentou uma questão em seu livro “Liber Abaci”: quantos pares de coelhos serão gerados em um ano, considerando que cada par gera um novo par a cada mês e que os novos pares começam a procriar a partir do segundo mês de vida?

Portanto, a resposta para esse quebra-cabeça está ligada a uma série numérica conhecida como sequência de Fibonacci. Esta sequência começa com os números 0 e 1, sendo que cada número subsequente é obtido pela soma dos dois números anteriores. Assim, a sequência se desenvolve como 0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34… e assim por diante, continuando até o infinito.

Anúncios

Embora Fibonacci tenha apresentado a sequência no contexto da procriação de coelhos, o que realmente a torna especial é sua onipresença na natureza. Ou seja, ela se manifesta no número de pétalas de uma flor e até mesmo na proporção entre os ossos do corpo humano.

Até parece que a natureza escolheu a sequência de Fibonacci como um código secreto para esculpir suas formas. Aliás, essa onipresença intrigou matemáticos e cientistas por séculos e ainda continua a ser objeto de pesquisas e descobertas até hoje.

Além disso, a sequência de Fibonacci também tem aplicações práticas em áreas como matemática, computação, finanças e até mesmo na arte. Sendo assim, sua beleza e utilidade a tornaram um dos tópicos mais interessantes e importantes da matemática.

Quais são as propriedades?

Uma das mais distintas propriedades da sequência de Fibonacci reside na relação de cada número na sequência com seus predecessores. Logo, cada elemento subsequente na sequência, a partir do terceiro número, é resultado da adição dos dois números precedentes.

Dessa maneira, esta propriedade fundamental, conhecida como “propriedade aditiva”, é o que define a sequência de Fibonacci. Além disso, outra propriedade é sua relação com a “razão áurea” ou “proporção áurea”.

À medida que a sequência avança, a relação entre dois números consecutivos tende a se aproximar do número áureo, aproximadamente 1,618. Essa conexão tem uma ampla gama de aplicações em diversos campos, como arte, arquitetura, design e até mesmo fenômenos naturais.

Além disso, a sequência de Fibonacci exibe uma variedade de padrões intrigantes e propriedades matemáticas únicas. Por exemplo, os números primos na sequência são raros, aparecendo apenas em posições específicas.

Também apresenta ligações significativas com a teoria dos números, geometria e até mesmo com a conhecida “espiral de Fibonacci”, que é uma espiral construída a partir de quadrados cujos lados correspondem aos termos consecutivos da sequência.

Aplicações na natureza e nas artes

Ao observar o caule de uma planta, você verá que as folhas se organizam em espirais que seguem a sequência de Fibonacci. Logo, essa organização otimiza a captação de luz solar e minimiza a sobreposição das folhas.

Outro exemplo são as pétalas de flores. Assim, flores como margaridas e lírios frequentemente apresentam uma quantidade de pétalas que corresponde a um número da sequência de Fibonacci.

Além disso, a disposição das sementes em frutos, como girassóis e pinhas, segue a proporção áurea. Assim como a espiral da concha de um caramujo ou nautilus, a qual se aproxima da espiral de Fibonacci, demonstrando a eficiência dessa forma na natureza.

Tudo isso sem contar os ossos e as galáxias. Isso mesmo que você leu. A proporção áurea também pode ser vista na proporção entre os ossos do corpo humano e até mesmo na estrutura de galáxias.

Inclusive, a proporção áurea foi utilizada por artistas desde a Grécia Antiga para criar obras consideradas esteticamente agradáveis, como o Partenon e a Mona Lisa de Leonardo da Vinci. A sequência pode ainda ser utilizada para determinar a proporção entre as notas musicais, criando melodias e harmonias que soam agradáveis ao ouvido.

Enfim, explore a sequência de Fibonacci e descubra como ela conecta a matemática, a natureza e a arte. Mudando de assunto: você sabe o que é tarô? Descubra a sabedoria interior através das cartas. Até breve!

Avatar

Bárbara Luísa

Graduada em Letras, possui experiência na redação de artigos para sites, com foco em SEO. Meu foco é proporcionar uma experiência agradável ao leitor.